O DNA do nosso movimento

O World Without Orphans Brasil (WWO Brasil) é parte de um movimento internacional crescente para enfrentar a crise dos órfãos e das crianças e adolescentes em alto risco e vulnerabilidade no mundo. É um chamado para o fim da orfandade através da transformação de vidas, comunidades e sociedades, encabeçado por cristãos de dezenas de países e que reúne hoje mais de 170 organizações.

O WWO é um esforço coletivo de indivíduos, igrejas, grupos e organizações, unidos sob uma mesma visão e valores comuns. O WWO não pertence a nenhuma entidade, mas se manifesta através de movimentos populares, que implementam soluções no âmbito familiar para crianças e adolescentes vulneráveis em seus países, comunidades ou redes.

A Equipe Global de Facilitadores serve como um catalisador, como apoio ao crescimento do WWO e foca em estratégias globais. Além disso, trabalha ajudando na formação de equipes nacionais e locais, que assumem a responsabilidade de servir seus respectivos movimentos. A missão da Equipe Global de Facilitadores é ativar, conectar e equipar agentes de mudança para um mundo sem órfãos.

Como o WWO começou?

Tudo começou na Ucrânia, uma nação com 100.000 órfãos (reportados), que passou por uma imensa transformação social nos últimos anos, vendo milhares de crianças e adolescentes encontrarem lares. Tudo começou com os cristãos acreditando que toda criança deve ter uma família amorosa e cuidadora em seu próprio país. Em 2010, um grupo de líderes cristãos estabeleceu a aliança Ucrânia Sem Órfãos, que agora inclui centenas de Organizações da Sociedade Civil (OSCs ) cristãs participantes e trabalha com mais de dez mil igrejas de várias denominações cristãs. Os esforços conjuntos resultaram em um aumento significativo nas adoções nacionais, no número de famílias acolhedoras, e na mobilização sem precedentes de igrejas ucranianas, incluindo ortodoxas, católicas e uma ampla variedade de denominações evangélicas, para o cuidado de órfãos e crianças vulneráveis no âmbito familiar.

Após líderes ucranianos compartilharem o que Deus estava fazendo na Ucrânia na Cúpula Global da Janela 4–14, que ocorreu em 2011 em Singapura, outros países começaram a fazer pedidos de assistência para o desenvolvimento de iniciativas semelhantes. Logo ficou óbvio que o Espírito Santo estava colocando uma visão semelhante no coração dos crentes em muitos países. Os líderes cristãos globais reconheceram a necessidade de iniciar um movimento que responderia ao desafio global de órfãos e pediu a Ruslan Maliuta, ex-presidente da Aliança para a Ucrânia Sem Órfãos, que liderasse sua facilitação.

Em novembro de 2012, 45 delegados representando 15 países do mundo se reuniram na Indonésia como parte da Cúpula Global de Transformação dos Desafios Mundiais para trabalhar no desenvolvimento da iniciativa do WWO. Quatro dias de trabalho intenso produziram uma visão aperfeiçoada, um plano de ação e os resultados esperados para sete anos. Outro resultado significativo foi a formação da Equipe Global de Facilitadores do WWO – um grupo de líderes servos, com experiência significativa em diferentes áreas e comprometidos com o avanço da causa.

Desde 2012, os membros da Equipe Global de Facilitadores vêm trabalhando com líderes em todo o mundo para compartilhar a visão e equipá-los com uma abordagem familiar para o cuidado de órfãos e crianças vulneráveis. O resultado inicial tem sido o lançamento e crescimento de movimentos nacionais em mais de 20 países, principalmente na África, Europa e sul da Ásia. Estes movimentos estão envolvendo milhares de igrejas, organizações e indivíduos, e trazendo transformação sustentável para a maneira com a qual crianças estão sendo cuidadas em suas sociedades.

Quais são os resultados esperados a longo prazo?

Movimentos nacionais

Movimentos nacionais de assistência a órfãos e vulneráveis são iniciados em todo o mundo através da colaboração de igrejas e Organizações da Sociedade Civil (OSCs), que concordam com os valores bíblicos.

Mobilização da igreja

Igrejas cristãs de todo o mundo estão cientes da crise dos órfãos e vulneráveis em sua comunidade, nação, região e em todo o mundo. A maioria das igrejas em países com movimentos nacionais é motivada para a ação e equipada com as estratégias e recursos mais eficazes para responder à necessidade.

Famílias permanentes para crianças

A permanência de crianças nas famílias é promovida globalmente como nosso objetivo principal no cuidado de órfãos e crianças vulneráveis. Uma mudança de paradigma de estratégias institucionais para estratégias familiares ocorre em igrejas, OSCs e governos em países onde há movimentos nacionais.

Prevenção

Os pais conhecem e compreendem as etapas para criar uma unidade familiar saudável, segura e forte, onde as crianças moram e são nutridas por pais amorosos.

Desenvolvimento de capacidades

Desenvolvimento de uma coleção abrangente – baseada em boas práticas e comprovada – de recursos disponíveis para distribuição e treinamento de pessoas que trabalham com ou para os órfãos e vulneráveis. A capacidade é demonstrada por um grupo competente, confiante e comprometido de líderes, pais e trabalhadores que estão servindo juntos por um mundo sem órfãos.

Atitudes Adotivas

Famílias (e Igrejas) conscientizadas e orientadas para, dentro do movimento de ações adotivas, proverem financeiramente outras famílias que se disporão à adoção e/ou apadrinhamento, suprindo suas necessidades para que invistam seu tempo em trabalhar no atendimento destes filhos, que em sua maioria trazem inúmeras necessidades, e carecem da presença paterna para a restituição dos afetos que lhes foram roubados pela orfandade.

MOVIMENTOS NACIONAIS
Movimentos nacionais de assistência a órfãos e vulneráveis são iniciados em todo o mundo através da colaboração de igrejas e Organizações da Sociedade Civil (OSCs), que concordam com os valores bíblicos.
MOBILIZAÇÃO DA IGREJA
Igrejas cristãs de todo o mundo estão cientes da crise dos órfãos e vulneráveis em sua comunidade, nação, região e em todo o mundo. A maioria das igrejas em países com movimentos nacionais é motivada para a ação e equipada com as estratégias e recursos mais eficazes para responder à necessidade.
FAMÍLIAS PERMANENTES PARA CRIANÇAS
A permanência de crianças nas famílias é promovida globalmente como nosso objetivo principal no cuidado de órfãos e crianças vulneráveis. Uma mudança de paradigma de estratégias institucionais para estratégias familiares ocorre em igrejas, OSCs e governos em países onde há movimentos nacionais.
PREVENÇÃO
Os pais conhecem e compreendem as etapas para criar uma unidade familiar saudável, segura e forte, onde as crianças moram e são nutridas por pais amorosos.
DESENVOLVIMENTO DE CAPACIDADES
Desenvolvimento de uma coleção abrangente – baseada em boas práticas e comprovada – de recursos disponíveis para distribuição e treinamento de pessoas que trabalham com ou para os órfãos e vulneráveis. A capacidade é demonstrada por um grupo competente, confiante e comprometido de líderes, pais e trabalhadores que estão servindo juntos por um mundo sem órfãos.
ATITUDES ADOTIVAS
Famílias (e Igrejas) conscientizadas e orientadas para, dentro do movimento de ações adotivas, proverem financeiramente outras famílias que se disporão à adoção e/ou apadrinhamento, suprindo suas necessidades para que invistam seu tempo em trabalhar no atendimento destes filhos, que em sua maioria trazem inúmeras necessidades, e carecem da presença paterna para a restituição dos afetos que lhes foram roubados pela orfandade.