Skip to content

Conheça a “Busca Ativa”

E se a gente invertesse nossa concepção de adoção para, ao invés de buscar crianças para uma família, buscássemos “famílias para crianças”?

 

A diferença de perspectiva parece pequena, mas você vai descobrir que, dentre os muitos mitos e desafios à adoção real, um dos pontos mais sensíveis é o romantismo na adoção, aquele se sustenta numa “criança ideal” e não na real condição das crianças em busca de uma família, simples e comum.

 

A Busca Ativa é um programa especial de adoção previsto na legislação brasileira dedicado exclusivamente a casos de “difícil colocação”, tais como: grupos de irmãos, crianças e adolescentes com doenças raras ou crônicas, portadores de deficiência etc.

 

Ou seja, esse tipo de adoção é voltado para crianças que não tem pretendentes à adoção, aqueles que estão em risco de passar toda sua vida nos abrigos. Assim, se busca nesses casos famílias maduras o suficientes para encararem a adoção sem qualquer romantismo ou ideal preconcebido.

 

E sabe o que é mais surpreendente nisso? A Busca Ativa costuma ser mais rápida. Em menos de 1 ano, em média, a família postulante já tem seu processo concluído e aquela(s) criança(s) estão em seu lar definitivo.

 

Como funciona a Busca Ativa?

 

01 – As crianças estão cadastradas no CNA – Cadastro Nacional de Adoção. Você precisa estar cadastrado também, na maioria das situações. Sempre considere que, de modo geral, dar a entrada no processo é o primeiro passo quando se fala em adoção.

 

02 – Os postulantes precisam atualizar seus dados no CNA abrindo mão do perfil geral que a maioria escolhe: “menina, menos de 1 anos, branca etc”. Ou seja, no cadastro o limite de idade deve ser aberto, bem como se tem irmãos ou alguma deficiência, por exemplo. Geralmente a idade típica da busca ativa começa aos 8 anos de idade, muito provavelmente com irmãos ou alguma questão ligada à saúde, as chamadas “adoções necessárias”. Consulte as regras da comarca onde você está escrito, pois podem haver variáveis caso a caso.

 

03 – O processo de preparação da família pelo poder público acontece normalmente na busca ativa e nós, mais uma vez, enfatizamos a importância dos grupos de apoio a adoção nesse processo.

 

Ou seja, tudo começa com o desejo de adoção da família e o devido processo em termos de registro na vara da infância na sua localidade!

 

Porém, é possível que conforme a vara da infância, o juiz determine que a criança só esteja no cadastro se houver pretendentes à adoção.

 

Que Deus possa lhe dar a devida direção nesse processo de decisão e auto reflexão. Nem sempre a adoção se presta a realizar “seus sonhos”. Ao contrário, na adoção nós doamos nosso coração ao invés de tão somente buscar algo que possa preenchê-lo.

 

SERVIÇO

Exemplos:

App – http://crianca.mppr.mp.br/2018/06/20569,37/ADOCAO-Aplicativo-pretende-aproximar-familias-e-criancas-em-condicao-de-adocao.html

Site – http://projetoencontro.org.br/

Material de Apoio:

Download 01: Apresentação sobre Busca Ativa (Sara Vargas)

Download 02: O que é busca ativa? (Sara Vargas)

Entenda o que é a Busca Ativa, um programa especial de adoção do sistema jurídico brasileiro.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on print
Print

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Mais recursos